sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Um pouco de Eva...

quero perder-me nas palavras sussurradas ao ouvido entoadas com malícia, vindas do coração da luxuria.. quero sonhar de olhos abertos vendo o mundo como se nunca o tivesse visto, absorvendo as doces brisas que o vento me oferece em jeito de caricia e saboreando os prazeres que a carne tem para me dar... não quero algemas, restrições, preconceitos e regras inúteis que me vergam perante os outros.. quero continuar a viajar nas ondas da minha vontade, dos meus desejos, da minha loucura.. adoro ser a caçadora de sensações e a presa que julgam inocente.. gosto da adrenalina da conquista, da fúria da primeira vez, da fome dos corpos insatisfeitos, da essência do pecado..quero amar sempre que precisar e esquecer quando a alma exige liberdade...

7 comentários:

johnny disse...

Engraçado como a frase "não quero algemas, restrições" pode querer significar precisamente que quer algemas e restrições.

Vaca na Lua disse...

Gostei muito deste post, mesmo muito!

Bjito directamente da Lua

Amaterasu disse...

johnny: pára de entrar na minha cabeça moçoilo! andas a ler demasiado bem as entrelinhas :P

vaca na lua: ainda bem que gostas :)

johnny disse...

:)

P.S. - Moçoilo não... a bem do futuro da nossa "amizade"

Amaterasu disse...

peço perdão pelo moçoilo mas são as minhas raízes transmontanas a falar mais alto :) é um termo carinhoso... :P

johnny disse...

Há qualquer coisa nessa palavra... acho que é o som, não é nada de pessoal :)

Anónimo disse...

queres sentir?
vive.
abraço do vale