quarta-feira, 3 de março de 2010

Princesa Madalena..

- pai conta-me uma historia.
- ainda não é hora de dormir Madalena...
- conta na mesma, quero ver na minha cabeça o príncipe e a princesa.


quem me dera voltar a ter 4 anos e poder sentar-me no colo de meu pai encostando a cabeça ao seu peito ouvindo o bater do seu coração, sentindo a sua mão áspera a perder-se no meio dos meus cabelos.. aquela voz rouca contava-me as historias de encantar que terminavam com um final feliz, o príncipe salva a princesa do monstro, dos piratas, dos bandidos, da bruxa má.. 
eu tive essa história com o Luís, foi o príncipe que no 10º ano me defendeu dos ataques dos engraçadinhos que gozavam com o meu aparelho com elásticos cor de rosa.. como me lembro desse dia. ele era o maior, jogava na equipa de juvenis da equipa de futsal lá da terra, delegado de turma, sempre rodeado por um grupo de pessoas que variava de intervalo para intervalo.. era o rei lá do liceu.. foi o nosso primeiro contacto. nunca tínhamos falado antes. olhou-me com aqueles olhos castanhos em forma de amêndoa..e eu apaixonei-me.. foi o meu primeiro e único amor.. perdi a virgindade com ele, descobri o amor, o sexo, o prazer, a vida.. fomos para faculdades diferentes mas a ligação nunca se perdeu.. casámos um ano depois da licenciatura para felicidade nossa e dos nossos amigos que perguntavam insistentemente desde o 12º quando nos casávamos..fomos tão felizes..e agora cada um vagueia nos seus pensamentos e vive vidas paralelas..
não vem dormir a casa desde aquela conversa que me fez ver a verdade.. o meu vazio..

4 comentários:

Anónimo disse...

será que esse vazio foi uma escolha?
em forma de concha, com medo de tempestades?
bjs do biolas.

Amaterasu disse...

o vazio preencheu-a de tal modo que ela nao quer lutar, nao quer sorrir...está estagnada..

biolas amanha biolaremos com o fadinho da Rita.. :) vai limpando a garganta meu caro :)

johnny disse...

É o que dá quando vão com os jogadores da bola, ainda por cima políticos.

Amaterasu disse...

moçoilo ela tinha a felicidade na palma das maos dela.. se releres a insónia de Madalena percebes em que etapa da relação é que ela deixa de sentir... :P